Blog

 
 

A “pedalada” figurativa das contas públicas

0

O impulso dado ao pedal, definição oficial da palavra “pedalada”, adquiriu novo significado com as recentes notícias sobre as contas públicas do país. O governo brasileiro estaria adiando com frequência o repasse de recursos devidos a bancos públicos por gastos com programas sociais, as chamadas “pedaladas fiscais”. O Tribunal de  Contas da União poderá abrir procedimentos para investigar a prática. Segundo reportagem da Folha, nos três primeiros meses deste ano, a dívida do governo com Caixa e Banco do Brasil aumentou ao menos R$ 2 bilhões. Para os técnicos que lidam com orçamento público, a expressão é sinônimo de adiamento de uma despesa.

Na Língua Portuguesa, a “pedalada” em questão adquire um sentido figurado, pois trata-se de uma situação particular de uso. A palavra ganha valor conotativo quando seu significado é ampliado ou alterado no contexto em que é empregada, sugerindo ideias que vão além de seu sentido mais usual. Como na ocasião em que o ex-presidente Lula se referiu à crise econômica brasileira como uma “marolinha”, agora se transformando em “tsunami”, dois outros exemplos da linguagem figurativa.

Deixe um Comentário